quarta-feira, 10 de julho de 2019



Tropical Hotel Manaus


O que de melhor nós tínhamos na cidade de Manaus está fechado indo a leilão, só deus sabe quando, enquanto isso o imóvel vai sendo degradado, o que é uma pena, pois o Hotel Tropical é um marco na arquitetura manauense, foi a partir da sua construção que virou moda as janelas, portas e sacadas com arcos na cidade, uns bem construídos e outros deploráveis, mais em arco. Tudo porque estavam devendo uma grande soma em pagamentos não efetuados para Concessionária de Energia. Duas semanas antes do fechamento, eu levei as minhas filhas para visita-lo, e comentei sobre a construção, tiramos fotos e fiz algumas observações sobre a lembrança do período colonial e elementos arquitetônicos como treliças, muxarabis, escadas portas e balaústres construídos em madeira de lei, alguns em macacaúba madeira já extinta.
A edificação tem referências arquitetônicas muito bem utilizadas pelo arquiteto, junto as piscinas, uma grande parede em arco lembra o Aqueduto da Lapa no Rio de Janeiro, com trechos em cascata derramando sobre as piscinas, em cada ponto do hotel nota-se o detalhe aprimorado e bem executado, além de um paisagismo bem elaborado com riachos por onde passam algumas espécies de peixes regionais.
Um imóvel desse porte não pode ser fechado por falta de eletricidade, com grandes planos sobre a cobertura, pede um fornecimento de energia fotovoltaica, que supriria todo o hotel, inclusive para o aquecimento de água nos banheiros. Hoje os painéis solares já tem um custo bem acessível e o sistema já está bastante consolidado, para provar que é viável, já existe casas em condomínios de luxo em Manaus onde toda a energia é produzida pelos painéis fotovoltaicos, onde o consumidor tem apenas os painéis e o conversor, pagando apenas a taxa da concessionária, quando tiver um banco de baterias, até a taxa será suprimida, isso tudo controlado pelo aplicativo no “smartfone”, onde é possível saber sobre o fornecimento, quanto deixou de emitir de carbono na atmosfera e outros pormenores, falo porque estive no local, e como a pessoa é da minha família tenho acompanhado o sistema.
Por outro lado, já está na hora de pararmos com a hipocrisia sobre a legalização dos cassinos no brasil, onde a população tem todo tipo de jogo de azar par gastar fortunas por semana, é só passar nas loterias para confirmar que a jogatina anda solta. Sem falar que os cassinos irão trazer um grande número de empregos e turismo para a cidade, onde todos ganhamos, e assim manteríamos o que nós temos de melhor em uma cidade sem atrativos.










O trabalho do arquiteto

Mostrar o nosso trabalho é sempre uma tarefa muito difícil para nós arquitetos, sempre pensamos se não estamos sendo arrogantes, se o trabalho vale a pena ser publicado ou se vai ter a compreensão e aceitação necessária por parte daqueles que irão visualizar. Recentemente criei um "flyer" como objeto de publicidade do meu trabalho, como também fiz algumas tentativas de criar um "site", o resultado estou publicando no blog, alguém tem que visualizar a minha produção, eu também sou filho de deus.

Flyer





Fachadas Stick e Sistema Unitizado e Vidro Insulado



Insert

Unitizado


Vidro Insulado


Fachadas Stick e Sistema Unitizado e Vidro Insulado
Considerado como a evolução da fachada stick, onde as colunas são aparentes pelo lado externo e sua montagem dependiam de andaimes e balancins, as fachadas cortinas entes em aço, passaram a utilizar o alumínio, evoluíram se tornando mais complexas chegando ao sistema unitizado, a mudança de sistema ocorre principalmente no sistema de ancoragens, não sendo mais necessária a sua instalação pelo lado externo. Nesse sistema exige-se precisão no sistema construtivo (prumos, níveis, encaixes e inserts), não será mais necessário a instalação de ancoragens nas frentes das vigas. No sistema unitizado utilizam-se painéis prontos que são ancorados pelo interior da construção. Os painéis podem ser compostos com os acabamentos das fachadas, mármores, cerâmicas, alumínio composto ou outros materiais, composição esta que pode ser combinada com os painéis de vidro, simples ou insulado.



quarta-feira, 20 de dezembro de 2017


A Máquina Não Resistiu.

Há muito tempo, eu havia desenhado um hotel para um cliente que seria implantado em Angola, estava no meu arquivo e só agora resolvi resgatá-lo e desenhar novamente, fiz todo o desenho no AutoCad, níveis, seções e elevações. Posteriormente modelei no AutoCad, por fim o software não suportou, finalmente apenas a parte frontal da edificação pode ser renderizada no 3Dsmax.
Algumas pessoas me acham totalmente louco, por desenhar coisas que não serão construídas, eu não saberia viver sem desenhar, sou totalmente dependente do desenho para viver. É provável que as minhas filhas me levem para a reabilitação para que eu deixe de pensar em arquitetura 24 hs por dia, é o que eu sei fazer e gosto muito.

The Machine Did not Resist.

A long time ago, I had designed a hotel for a client that would be deployed in Angola, it was in my file and only now I decided to rescue it and draw it again, I did all the drawing in AutoCad, levels, sections and elevations. Later I modeled in AutoCad, finally the software did not support, finally only the front part of the building can be rendered in 3Dsmax.

Some people find me totally crazy, for drawing things that will not be built, I would not know how to live without drawing, I'm totally dependent on drawing to live. My daughters are likely to take me to rehab so I can stop thinking about architecture 24 hours a day, that's what I know how to do and I really like it.




Aprendi que em Edificações Antigas, principalmente as mais significativas, que se pressupõem tombadas ou históricas, as intervenções principalmente externamente, devem ser comedidas, mantendo-se o prédio com todos os elementos arquitetônicos de época. Certa vez resolvi entrar em um concurso em Marzabotto Bolônia Itália da Green Academy, uma edificação de uma antiga fábrica de papel, onde se indicava ter sido feita pelo Eng. Pier Luigi Nervi (June 21, 1891 – January 9, 1979).
Edificação de rara beleza, com seu interior ainda mantendo as características de uma fábrica italiana, estudei toda a história de Marzabotto e atravé do Street View do Google, fui me familiarizando com o entorno. Cheio de escrúpulo, trabalhei o interior conforme o Programa de Necessidades e pouco intervi no seu exterior, apenas colocando um "portcouchere" e uma caixa d'água. No entorno da edificação, desenhei uma quadra de esportes conforme pedia o programa, um fechamento com um gradil, luminárias com bateria e painel fotovoltaicos e lampadas de Led, o projeto foi enviado, e ao sair o resultado verifiquei que ou o que eu aprendi estava "demodê", ou fora do meu universo de projetos, as coisas tomavam outro rumo bem diferente. O prédio tão preservado por mim, nos projetos qualificados estavam agora envolvidos por estruturas metálicas e vidro, totalmente descaracterizado. A Young Architects Competition escolheu projetos que alcançavam até 8 pavimentos, com rampas no entorno e verdadeiras viagens. Até hoje sou convidado a participar dos seus concursos, não me atrevo, sou daqueles que acham que os projetos devem ser funcionais, não devem apenas ser esculturas. 


Recentemente li uma matéria, que falava de uma ponte feita pelo um grande arquiteto de renome internacional, onde o piso era feito de tijolos de vidro, as pessoas começaram a cair e processar a prefeitura, diante de tal fato a prefeitura resolveu colocar sobre os tijolos um grande tapete de borracha, projetos esculturais são entregues sem o mínimo de detalhamento, acho válido e gosto de ver belas formas, no entanto elas devem funcionar, um museu que vai abrigar grandes obras de arte deve ser uma edificação planejada para esse fim.
Vi na internet um museu no Panamá, belíssimo, super colorido, composição perfeita e coisa e tal, analisando toda a estrutura e sabedor que as chuvas que temos em Manaus são idênticas as que assolam o Panamá, desconfiei que provavelmente a edificação não estava imune de ser varrida pelas chuvas. Na minha viagem de férias, resolvi que iria visitar o museu para tirar de vez a minha dúvida, para a minha surpresa quando lá cheguei, só pude vê-lo pelo lado de fora, o museu que tinha apenas uns 3 anos estava passando por reformas, analisando por fora, tenho quase certeza que foram as chuvas o causador de danos a edificação. Portanto, arquitetura deve levar em conta  primeiramente o homem, depois a sua finalidade, não sou contra as formas esculturais, desde que o detalhe seja resolvido e o projeto esteja completo, para não gerar surpresas desagradáveis com o valor da obra, e rapros futuros.


De concurso em concurso, eu vou me exercitando e tirando grandes lições de planejamento e composição, disciplinas de grande importância para se fazer bons projetos. São vários os concursos, alguns eu participei, outros apenas tomei o programa de necessidades e os desenvolvi.
As maquetes do Centro de Convenções de Paraty e do Prédio para a Prefeitura de Belo Horizonte, foram feitas pela minha ex aluna e arquiteta Aline Suzan, vele ressaltar que o Centro de convenções de Paraty, não foi enviado para o concurso, pois eu tinha que montar as pranchas em cartão pluma, e logo na primeira montagem vieram as bolhas e eu desisti de enviá-los, ainda bem que agora todos os concurso são enviado através de up load.









O principal desafio do projeto do Prédio da Prefeitura de Belo horizonte, estava em um dos lados da edificação, sobre o mesmo, havia uma estação de Metrô, portanto, nos 12,00 m correspondentes a esse lado não poderia haver nenhuma estrutura. Para solucionar o problema, foi criado uma grande estrutura treliçada de concreto, ancorada em dois pilares distantes aproximadamente 30,00 m, sobre a estrutura se desenvolvia todo um lado da edificação, e no subsolo, a estação do metrô. Acima no nível do Térreo, foi criado a Biblioteca e Exposições.

From contest to contest, I am exercising and taking great lessons in planning and composition, disciplines of great importance for doing good projects. There are several contests, some I participated, others just took the needs program and developed them.
The models of the Convention Center of Paraty and the Building for the City Hall of Belo Horizonte, were made by my former student and architect Aline Suzan, please note that the Convention Center of Paraty was not sent to the contest, because I had to assemble the planks in pen card, and soon in the first assembly came the bubbles and I gave up sending them, even though now all the tender are sent through up load.

The main challenge of the Belo Horizonte City Hall Building project was on one side of the building, over the same, there was a subway station, so in the 12.00 m corresponding to this side there could be no structure. In order to solve the problem, a large lattice structure of concrete was created, anchored in two distant pillars approximately 30.00 m, on the structure was developed a whole side of the building, and underground, the subway station. Above ground level, the Library and Exhibitions were created.

Mais um Concurso de Arquitetura


Recentemente após apanhar do AutoCad para desenhar um Hotel de 18 pavimentos em 3D, me vi obrigado a procurar o Revit para desenhar, estudei todos os tutoriais disponíveis na Internet, e desenhei primeiramente uma residencia de 2 pavimentos. eu que torcia o nariz para o Revit, agora estava maravilhado com o que eu poderia fazer e como era leve desenhar com o programa, foi então que eu vi um concurso de projetos de arquitetura para o Parque Estadual do Cocó, era mês de julho, com a entrega para novembro, imediatamente vi que poderia ser a oportunidade para me aperfeiçoar e me desenvolver com o sofware. aos poucos fui percebendo que não era tão difícil assim, até tentar desenhar uma pista de Skate tipo concha, foi então que eu iniciei o aprendizado realmente, desenhando equipamentos mais difíceis, baixei alguns tutoriais e em pouco tempo já estava desenhando com a maior desenvoltura, desenhei praticamente todo o parque. 
Seguindo o planejado, eu exportava o desenho para o 3dsMax e fazia os testes de renderes, algumas vezes renderizando por toda uma noite, finalmente não contente, eu me propus a fazer as pós-produções no Adobe Photoshop, coisa que eu ainda não tinha feito, parava constantemente, assistia uma infinidade de tutoriais e aos poucos fui desenvolvendo as minha pranchas de desenho, no final procurei alguns tutoriais para fazer a diagramação do meu projeto, pois em concursos anteriores eu não gostei do havia feito na apresentação dos mesmos, muitas áreas em branco, e espaços  vazios, não ganhei, apenas concorri, e devo confessar que foi um grande aprendizado.






Recently after picking up from AutoCad to design an 18-story 3D Hotel, I had to search Revit to draw, studied all the tutorials available on the Internet, and first designed a 2-story residence. I was twisting my nose at Revit, now I was amazed at what I could do and how light it was to draw with the program, it was then that I saw an architectural design contest for Cocó State Park, it was July, with the delivery for November, I immediately saw that it could be the opportunity to perfect myself and develop myself with the software. I gradually realized that it was not that difficult until I tried to draw a skateboard lane, so I started learning really, drawing more difficult equipment, I downloaded some tutorials and in a short time I was already drawing with the greatest ease, I drew practically the whole park.

Following the plan, I was exporting the drawing to 3dsMax and doing the rendering tests, sometimes rendering for the whole night, finally not happy, I set out to do post-productions in Adobe Photoshop, which I had not done yet , stopped constantly, watched a myriad of tutorials and gradually I developed my drawing boards, in the end I looked for some tutorials to do the layout of my project, because in previous contests I did not like what I had done in the presentation of them, many areas blank, empty spaces, I did not win, I just competed, and I must confess that it was a great learning experience.